Severi estreia “Há Fantasmas na BelaVista” a 27 de Janeiro

Onze severenses, oriundos de todas as freguesias do concelho, sobem ao palco do CAE

“Há Fantasmas na BelaVista” estreia no Centro das Artes e do Espetáculo de Sever do Vouga, no próximo dia 27 de Janeiro, pelas 21h30. Trata-se de uma produção da associação concelhia Severi- Associação Cultural e de Expressão Dramática- que vai levar onze severenses ao palco, oriundos de todas as freguesias do concelho. A peça, encenada por Helena Briga Nogueira, é uma comédia com a duração de 90 minutos e é também uma homenagem a um dos símbolos do concelho: a Pensão Bela Vista.

“Este é o primeiro grande projeto de teatro apresentado pela Severi. Os ensaios arrancaram em Setembro e tem sido uma verdadeira maratona. Quisemos aprimorar cada pormenor, porque, o nosso grande objetivo é deixar uma marca que é o teatro amador de qualidade. Acredito que temos aqui um grande espetáculo, concebido para chegar a todos os públicos. É uma comédia que quer fazer rir e, acima de tudo, aproximar os severenses da cultura e do teatro. Estamos saudavelmente ansiosos, mas também muito confiantes e orgulhosos do trabalho que temos para apresentar”, referiu Patrícia Fernandes, Presidente da Direção.

 

“Esta peça é nossa: de todos os severenses”

“Uma produção com muito sangue severense” é assim que Patrícia Fernandes fala deste projecto. “Temos atores de todas as freguesias do concelho, sem exceção. Esta produção consegue, contudo, agregar muitas outras pessoas, desde a imagem, aos cenários, aos figurinos… o cunho severense está sempre presente. Por isso, espero que os severenses sintam este sentimento de pertença, porque esta peça é nossa: de todos os severenses. Aliás esta é a marca da Severi: um projeto inclusivo e de todo o concelho”, destacou a dirigente.

 

“Quem vier ver esta peça pode contar divertir-se à brava”, garante a encenadora

Também a encenadora tem raízes severenses, já que foi professora na Escola Secundária de Sever do Vouga durante vários anos. “Regressar a Sever, rever pessoas que me são muito queridas e conhecer outras que me ficarão no coração foi fantástico”, confessa Helena Briga Nogueira que se mostra feliz por ter abraçado este novo projeto. “A experiência tem sido muito estimulante. Este é um grupo divertido, talentoso, apaixonado pelo teatro e inteiramente recetivo a todos os desafios, sejam eles quais forem. Tem sido um prazer trabalhar com eles”, referiu.

Helena Briga Nogueira abre um pouco o pano e revela o que é que os severenses podem esperar do “Há Fantasmas na BelaVista”. “Quem vier ver esta peça pode contar divertir-se à brava, já que é um espetáculo com muito ritmo, concebido para proporcionar 90 minutos de gargalhadas, ministradas a intervalos regulares pelos talentosos atores da Severi. Teremos fantasmas, polícias e ladrões, gente fina e gente finória, enganos e ilusões – é que nesta peça, como na vida, nem tudo o que parece é”, antecipa.

 

Pensão Bela Vista faz parte das nossas memória e do nosso imaginário

O título remete para a história de Sever do Vouga, destacando a Pensão Bela Vista. “Digamos que o pano de fundo deste espetáculo é uma pensão abandonada. Podia ser uma qualquer pensão e pensámos: porque não dar-lhe o nome da pensão que faz parte das nossas memórias? Dar o nome de Pensão Bela Vista? Lembro-me que, nos tempos de criança, com doze ou treze anos, quando andava na escola e a Pensão Bela Vista ainda não tinha sido reabilitada, todos tínhamos um grande fascínio pela pensão, acreditávamos mesmo que haveria lá fantasmas… creio que fará parte do imaginário de muitos severenses”, recorda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.