Parque Urbano de Oliveira de Frades quer promover o empreendedorismo

“Ode dos Sentidos” foi escolhido por unanimidade

“Ode dos sentidos” foi o projeto escolhido pelo júri para a criação do Parque Urbano de Oliveira de Frades. O projeto foi apresentado na última assembleia municipal, no passado dia 18 de setembro, pelo Presidente da Câmara. A oposição socialista mostrou-se reticente na concretização da obra. Em resposta Luís Vasconcelos mostrou-se confiante e diz que vai tentar uma candidatura no âmbito do novo quadro comunitário e que espera receber apoio para outras obras no concelho que estão praticamente concluídas.

DSC00410

“Ode dos sentidos” foi o projeto escolhido para a Requalificação do Parque Urbano de Oliveira de Frades pelo júri. Como adiantou Luís Vasconcelos, “a decisão foi unânime entre os 28 candidatos que participaram no concurso”. O projeto vencedor terá agora que ser aprovado em reunião de câmara.

PS teme que a obra não saia do papel

A bancada socialista não teceu nenhuma crítica relativamente à escolha do projeto, uma vez ter sido feita por um júri, externo, independente e sem qualquer tipo de pressão, contudo, revelou algumas reticências. António Grade tem dúvidas que o Município consiga avançar com esta candidatura cujo investimento previsto chega aos 3 milhões de euros.

Luís Vasconcelos desvaloriza e mostra-se confiante na edificação do empreendimento nos próximos anos. “Se nós conseguirmos o apoio de 2,8 milhões de euros para duas obras, uma delas praticamente concluída e outra completamente terminada, que são as Piscinas Municipais e a Requalificação Urbana da Vila, iremos conseguir realizar esta obra. Não tenho qualquer dúvida.”

Além disso, o Presidente da Câmara quer ainda candidatar uma parte do projeto, no âmbito do empreendedorismo, ao Novo Quadro Comunitário. Como explicou, o projeto prevê a criação de pequenos núcleos que possam albergar jovens empreendedores, assim como artesãos do concelho.

“Gostaríamos que os nossos jovens acabados de tirar os cursos, principalmente na área profissional, tivessem ali um espaço onde pudessem apresentar ou vender aquilo que fazem. Assim como, pessoas a trabalhar no artesanato. Como todos nos sabemos, atualmente, qualquer pessoa que passe por Oliveira de Frades não consegue adquirir nada que identifique e que leve como recordação do nosso concelho”, defende o autarca.

Para já, já foram adquiridos os terrenos contíguos à Igreja da Nossa Senhora da Conceição, num total de 16 mil metros quadrados por cerca de 1.2 milhões euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.