Para que seja sempre Natal!

Paula Rolo e Vítor Coelho (Equipa do AECD – Agrupamento de Escolas de Castro Daire)

Nem sempre temos o que necessitamos. E esta realidade torna-se tão ou mais preocupante quando a nossa vida ou a vida daqueles que amamos depende daquilo de que se necessita e não se tem.

Foi a constatação de que, no concelho de Castro Daire, muitos idosos e jovens com doenças crónicas deixaram de comprar parte ou a totalidade dos medicamentos que lhes são prescritos devido à falta de dinheiro, que levou uma equipa do agrupamento de escolas (AECD) deste concelho a candidatar-se, com sucesso, à Rede de Escolas Solidárias da Fundação EDP.  O projeto “Escola solidária-SOS MEDICAMENTOS”, que mereceu, logo no primeiro ano, uma menção honrosa da Fundação EDP, visa garantir o fornecimento de medicamentos sujeitos a receita médica aos idosos carenciados e aos filhos de famílias carenciadas com medicação específica, melhorando a sua qualidade de vida, e, simultaneamente, promovendo a consciência solidária e o voluntariado social na escola.

Para concretizar os objetivos a que a equipa se propõe estão a ser organizadas várias atividades (os postais de natal solidários, a angariação de fundos durante o festival da canção, o festival das sopas e a caminhada solidária entre outras iniciativas) que serão dinamizadas junto da comunidade.

Todas estas atividades contam com as parcerias estabelecidas entre a Equipa do Projeto “Escola solidária-SOS MEDICAMENTOS” do Agrupamento de Escolas de Castro Daire, a Câmara Municipal de Castro Daire, as Farmácias do concelho, o Conselho Local de Ação Social (CLAS) e a Unidade de Cuidados da Comunidade do Centro de Saúde de Castro Daire (UCCCD). Para além disso, este projeto conta também como padrinhos: Pedro André Esteves, jornalista da RTP, e antigo aluno deste agrupamento, e Licínia Bogalho, enfermeira chefe e Coordenadora da UCC de Castro de Castro Daire.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.