Manifestação Antinuclear

Turma A da EB1 de Manhouce

No pretérito mês de fevereiro de 2018, portugueses, espanhóis e alguns brasileiros, desfilaram pelas ruas de Salamanca, manifestando-se contra a construção de uma lixeira a céu aberto de resíduos nucleares (urânio empobrecido), na localidade de Retortillo, situada a 40 km da fronteira com Portugal.

Obrigados a irem para rua gritar “Si à la vida, no à la mina”, os ambientalistas alertavam para os perigos das poeiras radioativas, que contaminarão a atmosfera, a água dos rios, destruindo os ecossistemas fluviais. Insurgiam-se ainda, contra o corte de 30 000 azinheiras, devastando a vida naquele ecossistema florestal.

É agora! Nuclear não, obrigado!

Antes ser ativo hoje, do que radioativo amanhã. Acordai!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.