Estreia de “MEMÓRIAS DE UM FUTURO PRÓXIMO”

Em Oliveira de Frades, em S. Pedro do Sul e Vouzela

• Binaural – Associação Cultural de Nodar

A Binaural/Nodar, em parceria com os Municípios de São Pedro do Sul, Vouzela e Oliveira de Frades, anuncia a estreia absoluta da criação artística

“MEMÓRIAS DE UM FUTURO PRÓXIMO” de Rui Tavares e Érica Dias, criação vencedora do Prémio JOVENS EXPRESSÕES DE LAFÕES:

 

Artistas: Rui Tavares e Érica Dias

Criação: Memórias de um Futuro Próximo

Área Artística: Música e Dança Contemporânea

 

Datas:

04 Novembro às 21h30

Cine Teatro Dr. Morgado (Oliveira de Frades)

11 Novembro às 21h30

Cine Teatro Jaime Gralheiro (São Pedro do Sul)

25 Novembro às 21h30

Cine Teatro João Ribeiro (Vouzela)

Entrada livre em todos os espetáculos

 

Descrição:

Numa ode à vida rural e aos valores primitivos de semear e cuidar para ver nascer e crescer, surge um espetáculo original da autoria de Rui Tavares e Érica Dias. Uma peça de música e dança que pretende criar um paralelismo com toda uma filosofia de vida, perante um mundo cada vez menos humano em que nutrir para colher, o que quer que seja, se encontra fora de moda.

Um mundo em que tudo está à distância de um clique, inclusive nós mesmos, prevê-se, para muito breve, um inversão nesta viagem, uma necessidade humana de ser humano, de tocar, de sujar as mãos, de sentir e viver em primeira mão todas as etapas e experiências da vida.

Como tal, veremos um retrocesso ao êxodo rural que praticamente desertificou grande parte do nosso país. Numa consciência geral de que a qualidade de vida se encontra nos valores da terra e no poder da independência produtiva, a população tenderá a voltar a casa.?Perante uma terra abandonada e à beira da esterilidade o desespero irá surgir mas será apenas antecedência do suor, da luta e do trabalho reconstrutivo de um povo que nunca baixa os braços.

A peça pretende criar associações à Terra a vários níveis. Os instrumentos pouco ou nada convencionais vivem em harmonia com os mais tradicionais. Os movimentos criados serão reflexo da essência humana em paços que voarão do rude e primitivo ao suave e etéreo demonstrando a volatilidade do sentimento humano. E como pano de fundo veremos locais emblemáticos da região de Lafões.

 

Cenas:

_Abandono  _Retorno  _Escassez  _Busca  _Trabalho  _Esperança  _Semear  _Brotar  _Comemoração

O Prémio Jovens Expressões de Lafões foi instituído no âmbito do contrato de apoio tripartido da Direção Geral das Artes com a Binaural/Nodar e os três municípios de Lafões para apoiar regularmente projetos artísticos inovadores de jovens artistas residentes em qualquer um dos concelhos de Lafões em áreas artísticas diversificadas, como o teatro, a dança, a música e/ou a sua articulação com as artes visuais (fotografia, vídeo, escultura etc.) e com temáticas associadas às várias realidades territoriais que compõem a região de Lafões.

O júri considerou a criação “Memórias de um Futuro Próximo” de Rui Tavares e Érica Dias (ambos residentes em Oliveira de Frades) a mais sólida das seis candidaturas recebidas, adequando-se na perfeição aos propósitos do prémio Jovens Expressões de Lafões pois revelou uma enorme maturidade conceptual e uma articulação bem conseguida entre áreas artísticas (no caso entre a música experimental e a dança contemporânea).

 

Ficha Técnica:

Titulo: Memórias de um Futuro Próximo

Uma produção da Binaural/Nodar

Duração: 40 minutos

Faixa Etária: M/3

Interpretação: Rui Tavares, Érica Dias e dez bailarinas da Associação Cultural e Recreativa de Oliveira de Frades (ACROF)

Dramaturgia: Rui Tavares e Érica Dias

Coreografia: Rui Tavares e Érica Dias

Música e composição: Rui Tavares

Guarda roupa: Érica Dias

Cenários: Rui Tavares e Érica Dias

Produção executiva: Diana Silva

Desenho gráfico e fotografias: Liliana Silva

 

Biografias dos autores:

Rui Tavares (Oliveira de Frades, 1978) baterista e percussionista. Formado pela Escola Profissional de Música de Espinho, foi durante quase uma década músico da Orquestra do Norte, ao mesmo tempo que desenvolvia os seus próprios projetos musicais e colaborava com uma multiplicidade de músicos. É baterista dos grupos Basorexia Army, The Greyhound James’ Band e Gin Sónico Quartet e professor de bateria e percussão em vários locais da região de Viseu, ao mesmo tempo que colabora ocasionalmente com bandas filarmónicas locais (como as de Ribeiradio e de Paços de Vilharigues).

Érica Dias, nascida em 1984 e vivendo em Oliveira de Frades, deu os primeiros passos na dança aos 3 anos de idade e nunca mais deixou esse mundo. Fez formação em Clássico, Contemporâneo, Jazz e Hip-Hop em Escolas como: Escola de Artes da ACROF, Academia de Bailado Clássico de Aveiro, Momentum Dance Studio entre outras. A dar aulas desde os seus tenros 18 anos tem vindo a tocar a vida de centenas de jovens, nas escolas onde foi aluna e em muitas mais, pretende transmitir a cada um dos seus alunos, mais do que técnica, amor pela arte da Dança.

 

Informações adicionais:

Responsável de Comunicação e Imprensa da Binaural/Nodar:

Liliana Silva: email: liliana.silva@binauralmedia.org e telefone: 232 723 160.

 

A Binaural – Associação Cultural de Nodar é uma entidade financiada pelo Governo de Portugal, através de contrato tripartido com a Direção Geral das Artes e os municípios de São Pedro do Sul, Vouzela e Oliveira de Frades.

teste

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.