Em Foco 732

Bispo de Viseu une-se à dor da comunidade atingida por incêndio em Vila Nova da Rainha que provocou 9 mortos e 35 feridos

O bispo de Viseu manifestou o seu pesar pelo incêndio que na noite do passado dia 13 deflagrou numa associação recreativa em Vila Nova da Rainha, no concelho de Tondela, e que causou pelo menos nove mortos, até ao momento, além de vários feridos.

“As minhas palavras, neste momento, são de lamentar o sucedido, de me unir à dor de toda a Comunidade de Vila Nova da Rainha, de comungar com as famílias mais atingidas e de rezar pelos que partiram e pelos que sofrem as consequências”, refere D. Ilídio Leandro, em nota enviada à comunicação social.

No Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) encontram-se cinco feridos internados resultantes do incêndio em Vila Nova da rainha. No Serviço de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva e de Queimados encontram-se hospitalizados outros quatro feridos, sendo que dois deles estão ventilados e mantêm prognóstico reservado.

Um outro doente está internado na Cirurgia Plástica e também mantém uma evolução positiva.

Em Lisboa, na Unidade de Queimados do Hospital D. Estefânia, encontra-se uma jovem de 15 anos que, segundo a unidade pediátrica, está a “evoluir muito favoravelmente”.

Perante a dimensão da tragédia, aponta-se o dedo à falta de medidas estruturais de proteção no edifício. O local não tinha portas equipadas com barras antipânico para facilitar a saída e o teto falso estaria revestido com materiais de combustão rápida.

O Ministério Público instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias deste incêndio, no qual também participa a Polícia Judiciária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.