Candal quer ser aldeia turística

Inauguradas três novas casas rurais

ed655-p10_IMG_0466No passado dia 16 de maio, em Candal, São Pedro do Sul, “nasceram” 3 novas casas rurais. Habitações direcionadas para o turismo que querem dar uma nova vida à aldeia escondidas atrás de belas montanhas.

António e Custódia Oliveira tinham um sonho antigo que agora se tornou realidade. Há mais de 12 anos que queriam recuperar as casas típicas, há dois anos atrás, depois de ter sido aprovado o projecto pela ADRIMAG, as obras começaram. Dia 16 foi o dia da inauguração, as três casas estão reestruturadas e prontas a habitar. Um dia feliz para os promotores. Como defende António Oliveira, “estamos muito contentes, é uma forma de homenagearmos os nossos avós que já aqui viveram”.

Três casas que são também uma mais-valia para a freguesia e para toda a região. Como explica José Carlos Almeida, o Presidente de Junta, “Candal é uma aldeia serrana, um ponto de passagem que tem muito para oferecer, quer a nível natural, quer a nível gastronómico, quer a nível histórico e estas três novas casas são uma forma de atrair mais turistas, novas pessoas à nossa freguesia”.

Também João Carlos Pinho fala da importância do projeto. Como relata o coordenador da ADRIMAG, “quem viu estas casas na fase inicial: abandonadas, decrépitas, algumas transformadas em palheiros, e quem as vê agora: três casas, com 8 quatros, devidamente recuperadas, mantendo a trace tradicional das casas, mas com o conforto moderno que se exige hoje em dia”. Este é um projeto apoiado pelo PRODER e inserido no programa promocional designado: Montanhas Mágicas.

 

O futuro

No presente a inauguração destas três casas é uma boa notícia, mas Candal quer e precisa de mais. Para António Oliveira uma das prioridades seria a “ligação entre São Pedro do Sul e Arouca”.

Em declarações à Gazeta da Beira, José Carlos Almeida, mostra-se empenhado em trazer novos turistas a Candal. Como explicou, “Estamos a trabalhar neste sentido, numa primeira fase, na página da freguesia, queremos divulgar todos os atrativos da União de Freguesia de Carvalhais e Candal”. Paralelamente, como acrescenta o autarca, estão a ser estudados alguns eventos, da dimensão da Feira da Vitela em Manhouce, por exemplo, que consigam chamar mais pessoas à serra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.