Câmara Municipal investe em projeto de telessaúde e teleassistência para idosos

Permitir que os idosos vivam nas suas casas o máximo de tempo possível de forma independente e ao mesmo tempo combater o isolamento. Estes são alguns dos objetivos do projeto “10 mil vidas”, dinamizado pela Associação Nacional de Cuidado e Saúde (ANCS).

Trata-se do maior projeto de teleassistência e telessaúde a nível mundial que, em Sever do Vouga, irá beneficiar 50 idosos.

O investimento da Câmara Municipal local, na ordem dos 8.550,00 euros, foi autorizado por unanimidade na última reunião do Executivo Municipal.

Neste momento, o projeto está em funcionamento no terreno, através de oito idosos que têm consigo o “kit de assistência” composto por um telemóvel, um smartwatch, uma central de comunicação, medidores de tensão arterial e adaptadores de glicose. Este novo modelo de apoio aos idosos, como explica a ANCS, “envolve a tecnologia mais avançada em teleassistência e telessaúde, num serviço de acompanhamento 24 horas e personalizado”. Com este serviço, é possível programar alarmes, controlar indicadores de saúde como a tensão arterial e a glicémia e agir em caso de anomalia ou emergência. Através do GPS, sabe-se a localização exata do idoso que pode acionar a função SOS e pedir auxílio ao seu cuidador ou ao call center especializado que terá dossiers dos idosos apoiados de forma a dar uma resposta eficaz a cada solicitação. O Município espera receber em breve os restantes “kits de assistência”.

Trata-se de uma medida que vai ao encontro da preocupação com a saúde e bem-estar dos idosos no concelho, como explica o presidente da Câmara Municipal de Sever do Vouga, António Coutinho. “O envelhecimento da população, assim como o aumento do índice de dependência dos idosos tem merecido uma atenção especial da nossa parte”, afirma o autarca, sublinhando que “o projeto “10 mil vidas” enquadra-se nos objetivos do Município em proporcionar aos nossos idosos uma vida mais longa, saudável e feliz”.

A ANCS explica que o projeto “10 mil vidas”, uma candidatura ao programa Portugal Inovação Social, financiado pelo Fundo Social Europeu, tendo como parceiros os municípios aderentes, pretende ser “uma mudança de paradigma e o ponto de partida para um novo modelo de apoio a idosos que complementa as atuais estruturas de apoio com tecnologia avançada”.

O projeto, que tem como objetivo apoiar 10 mil idosos no país, será gerido pelos municípios em cada concelho, através de um modelo partilhado que envolve também as instituições que já integram as redes sociais municipais. No caso de Sever do Vouga, a Câmara Municipal assegura o envolvimento da equipa de técnicos da Ação Social do Município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.