Ateavam fogos, no intervalo da escola

Polícia deteve dois menores suspeitos do crime de incêndio florestal em S. Pedro do Sul

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois jovens, com 16 anos por, alegadamente, terem ateado sucessivos fogos em São Pedro do Sul. A detenção, executada pelo Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, ocorreu no passado dia 18 de junho.

Segundo comunicado emitido pela PJ, os crimes terão ocorrido no passado mês de maio. Os dois jovens, estudantes, na hora de almoço, terão provocado vários focos de incêndio que depois iam apagando. Como se pode ler na página online oficial da PJ, “Os suspeitos, no início do mês de maio do corrente ano, durante o intervalo das aulas para o almoço, dirigiram-se, com outros dois menores, a um rio próximo da escola, no concelho de São Pedro do Sul, onde tomaram banho e, no percurso de regresso à escola, foram ateando diversos focos de incêndio, que foram apagando.”

A “brincadeira” acabou por correr mal, os dois últimos fogos não foram controlados e deram origem a um incêndio, “os dois últimos acabaram por dar origem a um incêndio de grandes dimensões, consumindo uma área aproximada de 2,5 hectares de floresta com várias espécies”, acrescenta a PJ.

Valeu a pronta intervenção dos bombeiros, o facto de a zona ter uma vegetação densa e de, nessa época e a humidade na atmosfera, caso contrário, as consequências podiam ser ainda mais graves. “Tratando-se de uma zona com arvoredo e vegetação bastante densa, o incêndio só não tomou proporções ainda maiores porque foi prontamente combatido pelos bombeiros e porque nessa altura do ano os índices de humidade ainda eram elevados”

Os jovens vão ser submetidos a um primeiro interrogatório judicial para serem determinadas as medidas de coação a aplicar.Redação Gazeta da Beira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.