Alfredo Duarte

EIS A CHAVE DO MEU CONCELHO!!!

Ao ler o último boletim da Ordem dos Advogados deparo-me com o assunto do protesto do pretérito dia 15, por parte dos Advogados e sua estrutura organizativa, na Assembleia da República.

É, ou melhor, foi… mais um protesto.

A Lei da Reorganização Judiciária proposta e aprovada por este Governo, autista e obstinado em tudo o que lhe apetece dizer ou fazer, desatou protestos mais ou menos dispersos e tímidos, mexeu com bairrismos, etc… sempre na expectativa, por banda dos protestantes claro, de uma não entrada em vigor da mesma Lei.

Os Presidentes das Câmaras “atingidos” – e são 47 porquanto as secções de proximidade serão depressa extintas por inutilidade clara e previsível! – “deslocaram-se a Lisboa”, “foram falar com alguém do Ministério da Justiça”, incentivaram manifestações no “terreiro da vila” ou junto do defunto Tribunal, por vezes com acordes de forças politicas também elas – e todas – adversas à entrada em funcionamento do novo mapa judiciário, e… aguardam!

Cientes de que nada podem fazer – uns  por ”fraternidade politica” e outros por “desistência” – os autarcas dos concelhos atingidos por este vendaval de extinção e perda de serviços, de escolas, etc… estão CALADOS!

Convicto de que o assunto é sério, gravemente prejudicial às populações desses 47 concelhos, populações em cujo interesse foram eleitos, não vi ainda que um ou outro ou mesmo todos – e isso era o que resolvia, sem qualquer dúvida o assunto – Presidentes de Cãmara, Presidentes da Assembleia Municipal e Presidentes das Juntas de Freguesia, a uma só voz, dissessem, pessoalmente ou por escrito, pelo seguro do correio para evitar extravio, ao Primeiro-Ministro: “NO DIA EM QUE ME  ENCERRAR O TRIBUNAL, COM DEMISSÃO TOTAL E IMEDIATA DOS AUTARCAS ELEITOS NESTE CONCELHO, ENVIO-LHE AS CHAVES (DO CONCELHO) PARA V. EXA. O ADMINISTRAR;FAÇA FAVOR!”

Veríamos mais, e então de facto, se alguns autarcas, ainda que da mesma cor politica do governo, estão acima desta questão, estão dispostos a assumi-la com todas as consequências ou se simplesmente não querem perder O TACHO!

Em verdade vos digo que o autarca que  assumir e enfrentar “o touro pelos cornos”, sem medo, terá o apoio da população do concelho e, se recandidato, será seguramente reeleito! É uma questão ingente e urgente que ponho directamente aos autarcas e políticos do torrão concelhio onde nascemos e que, completo e não extirpado de serviços,… teremos que deixar aos vindouros.

Sem medo Srs. Presidentes pois com essa conduta, afoita e valente,vós fareis recuar a obstinação governamental e preservaremos o Tribunal e os demais Serviços; de manifestações estão eles fartos…

Eu assim penso!Redação Gazeta da Beira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.