ADRL e Bombeiros de Oliveira de Frades viram as suas candidaturas aprovadas

EDP Barragens Solidárias apoia dois projetos em Lafões

14 vencedores 1

 

Já são conhecidos os 14 vencedores da 6ª edição EDP Solidária Barragens, promovido pela Fundação EDP. Em Lafões venceram dois projetos: “Preparar para Socorrer, promovido pelos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Frades e “Em Rede Pela Vida” promovido pela ADRL- Associação de Desenvolvimento Rural de Lafões, em parceria com a Jovouga, a Gazeta da Beira, a VFM; a Glocaldecide e várias IPSS’s dos concelhos de Sever do Vouga, Oliveira de Frades e S. Pedro do Sul. Os vencedores foram divulgados no passado dia 13 de fevereiro, numa cerimónia pública no edifício da EDP, no Porto.

 

A Gazeta da Beira esteve à conversa com representantes das duas candidaturas: Armando Bento, Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Frades e Maria do Carmo Bica Presidente da Assembleia da ADRL. Saiba o que Lafões tem a ganhar com este dois projetos sociais.

 

“Preparar para Socorrer”

A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Oliveira de Frades viu aprovada a sua candidatura, designada “Preparar para Socorrer” uma boa notícia para os “Soldados da Paz” que vão receber mais equipamento e formação, tudo isto para estar preparados para agir, no caso de alguma eventualidade que possa acontecer na Albufeira que começa, agora, a surgir no Vouga. O projeto prevê assim a formação de uma equipa e meios específicos de salvamento: um barco semi-rígido e equipamentos de proteção. O objetivo passa pela proteção, segurança e socorro de pessoas e bens do concelho. Como explica Armando Bento, “o objetivo principal passa por constituir os Bombeiros de equipamentos apropriados para possíveis intervenções na Barragem, de igual modo, vamos receber formação, o que é muito importante, principalmente, se tivermos em conta que esta é uma área com qual os Bombeiros, até agora, não tinham contactado. Como se sabe, até agora, na região as Barragens não existiam”. O Presidente da Direção assume, assim, uma nova missão já que os Bombeiros de Oliveira de Frades são os que têm localização mais próxima da Barragem de Ribeiradio. “Neste momento teremos que estar preparados, há uma responsabilidade assumida da nossa parte, uma vez que é a Associação Humanitária de Bombeiros que envolve aquela zona. A Albufeira, potencialmente, trará muito turismo, interesse de muitas pessoas, não só da zona, mas também de fora, e nós temos que estar à altura do desafio”.

 

“ Em Rede pela Vida”

O projeto “Em Rede pela Vida” promovido pela ADRL em parceira com uma série de entidades dos concelhos de S. Pedro do Sul, Oliveira de Frades e Sever do Vouga visa a criação de uma rede intermunicipal de comunicação entre idosos e jovens, através de um conjunto de atividades de valorização dos seus saberes. Promover o desenvolvimento local através da dinamização de iniciativas nas áreas dos recursos humanos, do turismo e património, da cultura e do apoio às atividades de ação social. Como explica Maria do Carmo Bica, “o projeto consiste na criação de uma rede de contacto entre jovens e a população mais idosa que permita combater a solidão e o isolamento através de um conjunto de atividades de animação cultural que assentam no regate das memórias e da cultura popular, tradicional”.   Entrevistas a idosos para recolha de história de vida e da sua terra, construção de uma peça de teatro com base nas histórias recolhidas, exposição fotográfica e dos materiais recolhidos e produzidos ao longo do projeto, debates, um seminário sobre a problemática do envelhecimento num rural em transição… são só exemplos das iniciativas previstas neste projeto. “Trata-se pois de um projeto de intervenção social com base no resgate das memórias, da cultura popular e num processo de animação cultural no qual os jovens e os idosos são os protagonistas. Combater a solidão dos idosos e refletir sobre novas políticas sociais para um rural em transição onde muitas vezes já não há lugar para os mais velhos porque os filhos e os netos saíram da terra para trabalhar. É sem dúvida um projeto inovador”, defende a Presidente da Assembleia Geral da ADRL Os objetivos, como explica Maria do Carmo Bica, passam por “promover a qualidade de vida da população idosa residente no território de intervenção do projeto. A valorização da sabedoria dos idosos é uma ideia central neste projeto. Mas, a par destes objetivos, há ainda uma intenção de contribuir para o debate sobre a urgência de novas políticas sociais para os idosos residentes nos meios rurais. Meios rurais esses que já não são o que eram na geração dos nossos pais, que atravessam grandes transformações sociais, económicas, demográficas que importa compreender para melhor adaptar as políticas públicas dirigidas a estas populações”. Em “Rede pela Vida” é assim um projeto que quer fazer mudanças estruturais. “Se este projeto chegar ao fim com o êxito que se espera e se exige, e tem todas as condições para isso tendo em conta a riqueza da parceria envolvida na sua execução, a região de Lafões e Sever do Vouga ficam com uma ferramenta de intervenção social absolutamente  inovadora e com enorme potencial de disseminação e de transferibilidade para outros territórios com características similares”, explica.

 

O Programa EDP Solidária Barragens

Este ano são 14 os projetos vencedores da EDP Solidária Barragens. Um programa de apoio a iniciativas sociais desenvolvidas nos concelhos abrangidos pelos novos investimentos hidroelétricos que completa a 6ª edição com mais de um milhão de euros atribuídos. Segundo fonte oficial, “entre os vencedores deste ano, há respostas inovadoras para as diversas necessidades sociais. Grupos de voluntários que promovem atividades culturais para combater o isolamento, serviços para pequenas reparações domésticas, ecoturismo inclusivo, instituições de um mesmo concelho que se associam para criar sinergias nos cuidados a idosos e a portadores de deficiência”. Assim, os mais de 10 mil beneficiários previstos desta 6ª edição, juntam-se ao universo de 7.000 pessoas apoiadas nos anos anteriores.

O EDP Solidária Barragens faz parte do conjunto de iniciativas associadas às novas centrais hidroelétricas, criadas pela EDP para reforçar o desenvolvimento social e económico dos concelhos abrangidos.

Os apoios à nossa região

O projeto EDP Solidária Barragens vai já na sexta edição. Nestes anos a nossa região já viu várias candidaturas vencerem. É preciso recuar até 2010 para encontrar os primeiros projetos aprovados, ambos em S. Pedro do Sul. Falamos do “Projeto: Mais (+) Conforto, promovido pela Associação de Solidariedade Social-Arca, em Santa Cruz da Trapa e o “Mimos Sempre”, pela MIMOS- Cooperativa Agrícola, de Serviços de Valadares, CRL. Através do primeiro foi possível melhorar as condições físicas do edifício da Associação, nomeadamente, em termos de eficiência térmica, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos utentes e uma participação ativa e dinâmica em atividades físicas e recreativas. Já o segundo potenciou a instalação de duas estufas para o desenvolvimento da produção agrícola para o abastecimento das instituições locais (e da região), para distribuição de refeições no apoio domiciliário e escolar. Um contributo para a revitalização do mundo rural e desenvolvimento da economia local. No ano seguinte, 2012, foi a vez da Viking Kayak Clube através de “Um rio para todos”, um projeto de inclusão social pelo desporto, através da prática de canoagem adaptada de 50 pessoas portadoras de deficiência, em Sever do Vouga. Finalmente, no ano passado, pela segunda vez, a Mimos viu outro projeto ser aprovado, desta vez, “De mãos dadas em rede”- Entreposto Social. O apoio permitiu criar uma rede de escoamento de modo a dar a possibilidade ao produtor de escoar a sua produção, obtendo um preço mais justo pelos seus produtos. E proporcionando ao consumidor o acesso a produtos mais frescos e de qualidade, a preço idêntico, ou inferior, ao dos produtos que adquire atualmente. Um contributo para a sustentabilidade local de uma região que está a envelhecer. Agora, é a vez dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Frades e da ADRL, dois projetos distintos, com o mesmo objetivo: potenciar o desenvolvimento da região. Redação Gazeta da Beira