A praga da vespa velutina

O município de Oliveira de Frades, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, ciente do impacto negativo provocado pela praga da vespa velutina, promoveu nos passados dias 4, 6 e 13 de janeiro, várias sessões de esclarecimento nas freguesias do concelho, destinadas a apicultores e população geral.

Com a colaboração da Associação Florestal Verde Lafões e de três apicultores locais, foram abordados diversos temas relacionados com as características e biologia da vespa velutina, seu controlo e formas de captura, e ainda, os métodos utilizados na destruição dos ninhos. Nas sessões, foram ainda dados esclarecimentos sobre o maneio apícola e, de forma muito enriquecedora, trocadas inúmeras experiências entre os participantes, sobre a temática apícola.

A vespa velutina foi avistada pela primeira vez no concelho em 2015 e, no ano seguinte, foram avistados os primeiros ninhos. No ano passado a praga teve grande dispersão, tendo sido detetados e destruídos cerca de 200 ninhos. Para fazer face a esta praga, o município dispõe de equipamento para destruição dos ninhos e vai, ainda, promover a colocação de armadilhas com atrativos, com o objetivo de reduzir o aparecimento de novos ninhos, diminuindo assim o impacto que esta praga tem sobre toda a comunidade, particularmente, nos apicultores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.