21 milhões de euros investidos em Vouzela

Proder, realiza sonhos e desenvolve o concelho

ed657-p12_Proder-VZLMais de 21 milhões de euros já foram investidos em Vouzela e 191 projetos foram aprovados, no âmbito do projecto do Proder (Programa de Desenvolvimento Rural). A gestora, Gabriela Ventura, visitou o concelho, no passado dia 12 de junho, e fez um balanço positivo do programa. No mesmo dia, 19 novos contratos foram aprovados, surgem, assim novos projetos em prol do desenvolvimento do concelho.
Há investidores em Vouzela. A  maior fatia corresponde a jovens agricultores, com 115 projetos, segue-se os projetos direcionados à floresta, com 27 e o investimento Leader, gerido pela Associação Dão Lafões e Alto Paiva com 23 aprovados. Investimentos efetuados pelo sector público e privado, financiados pelo Proder em mais de 13 milhões de euros.
Rui Ladeira valoriza os investimentos e ambiciona mais, para o futuro. “Orgulhamo-nos do trabalho que foi feito e queremos continuar a dinamizar projetos de modo a que possamos tornar o território mais humanizado e mais atrativo para os nossos jovens, tornando o interior do país mais desenvolvido e igualitário”, sublinha.
Nesse dia, no Salão Nobre da Câmara Municipal, foram entregues pela ADDLAP (Associação de Desenvolvimento Dão Lafões e Alto Paiva) 19 contratos  aprovados no âmbito do Subprograma 3 do PRODER/Abordagem LEADER, num investimento total que ascende a 2,8 milhões de euros e com um financiamento comunitário de 1,3 milhões. As candidaturas apoiadas dizem respeito a entidades públicas, privadas e particulares, nomeadamente: municípios; juntas de freguesia; instituições de solidariedade social; microempresas e grupos culturais e desportivos.
Gabriela Ventura reforçou o papel dos investidores dos projetos. Para a gestora do Proder, o mérito está nos investidores, “porque se não houver gente com coragem para investir, o trabalho do Proder não tem significado. E é por isso que dias como o de hoje são verdadeiras injeções de energia, porque é no terreno que sentimos que o nosso trabalho vale a pena”, sublinhou a gestora”.

Os projetos
Gabriela Ventura teve oportunidade de ver os frutos dos projetos apoiados pelo Proder. A gestora do programa participou na cerimónia de lançamento da primeira  pedra do açude da Malhada de Cambarinho, um ponto de água com capacidade para 20 milhões de litros. Este investimento, superior  a 200 mil euros, vai ter um papel importante não só na compensação dos recursos aquíferos em situações de seca extrema, mas também, no combate aos incêndios.
Depois disso, Gabriela Ventura inaugurou, ainda, as obras de recuperação do moinho pedagógico de Igarei e área envolvente,  na freguesia de Queirã, num investimento que rondou os 30 mil euros.Redação Gazeta da Beira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.