Home » Página

Aquela Moura

Ana Raquel Macedo; Laura Costa; Matilde Macedo; Melanie Fernandes

Reza a lenda que, certo dia, uma linda moura, Carlota, enquanto se penteava, deixou cair nas margens do Rio Vouga o seu pente de prata, herdado de gerações antigas. Receosa…

Palavras de SeVer

Concurso Literário

Palavras de SeVer os melhores trabalhos O júri do Concurso Literário, “Palavras de SeVer”, organizado pela Jovouga em parceria com a Gazeta da Beira, A Escola Secundária de Sever do Vouga…

Antonio Moniz Palme (Ed. 738)

Os juízes, a maledicência e as maleitas que os afectam

Os juízes, a maledicência e as maleitas que os afectam – 1ª parte A seriedade que sempre foi atribuída aos juízes e à magistratura como um todo tem andado, lamentavelmente,…

A. Moniz Palme (Ed. 730)

Edição 730 (21/12/2017) Aventuras e Desventuras da Ordem de Malta – Primeira Parte As ordens religiosas militares e a sua actuação, fazem parte da nossa memória colectiva e da nossa…

A.Moniz de Palme (Ed. 727)

Os Santos, Vítimas do Extremismo Religioso

Edição 727 (9/11/2017) Os Santos, Vítimas do Extremismo Religioso Sempre existem e existiram criaturas que se gabam do que fizeram, do que não fizeram e do que irão fazer no…

A. Moniz Palme (Ed. 725)

O cavaquinho português transformado no instrumento musical nacional do Havai

Edição 725 (12/10/2017) O cavaquinho português transformado no instrumento musical nacional do Havai Nunca estive no Havai. Mas li o soberbo romance histórico de James A. Michener. E, como todos…

A. Moniz Palme (Ed. 723)

O nosso Abade de Baçal, involuntariamente, foi a grande estrela do Último Encontro dos Estudos Judaicos, em Torre de Moncorvo

Edição 723 (14/09/2017) O nosso Abade de Baçal, involuntariamente, foi a grande estrela do Último Encontro dos Estudos Judaicos, em Torre de Moncorvo Realizou-se, no corrente ano, o III Encontro…

António Moniz Palme (Ed. 715)

Quem não se sente não é boa gente (1ª parte) - Timor, nossa irmã tão querida e tão martirizada

Quem não se sente não é boa gente (1ª parte) Timor, nossa irmã tão querida e tão martirizada No meu tempo de escolar, -como a gente da minha geração bem…

António Moniz de Palme (Ed. 708)

Umas fanecas históricas com EFES à mistura

Umas fanecas históricas com EFES à mistura   Desde sempre gostei de participar de reuniões onde se debatiam temas mais ou menos históricos, onde se declama com alma e coração…

António Moniz de Palme (Ed. 702)

Uma estranha e volúvel carripana

PARABÉNS BOMBEIROS DA NOSSA TERRA Uma estranha e volúvel carripana Que a mulher é variável e sempre vária, como cantava Virgílio, no seu poema épico “Eneida”, já nós sabíamos. E…

Page 1 of 41234